Postagens Recentes

10 de setembro de 2014

Resenha | A Cabana - William P. Young

Título: A Cabana
Autor: William P. Young
Editora: Arqueiro
Páginas: 240

Sinopse: A filha mais nova de Mackenzie Allen Philips foi raptada durante as férias em família e há evidências de que ela foi brutalmente assassinada e abandonada numa cabana. Quatro anos mais tarde, Mack recebe uma nota suspeita, aparentemente vinda de Deus, convidando-o para voltar àquela cabana para passar o fim de semana. Ignorando alertas de que poderia ser uma cilada, ele segue numa tarde de inverno e volta a cenário de seu pior pesadelo. O que encontra lá muda sua vida para sempre. Num mundo em que religião parece tornar-se irrelevante, "A Cabana" invoca a pergunta: "Se Deus é tão poderoso e tão cheio de amor, por que não faz nada para amenizar a dor e o sofrimento do mundo?" As respostas encontradas por Mack surpreenderão você e, provavelmente, o transformarão tanto quanto ele. 

A Cabana vai contar a história de Mackenzie Allen Phillips, ou Mack para os íntimos. Logo no prefácio, vamos conhecer um pouco da vida de Mack e de sua família. 

Mack nasceu em uma fazenda do Meio-Oeste numa família irlandesa-americana cheia de regras rigorosas. Morava com a mãe, as irmãs e com seu pai – que , apesar de ser um religioso rígido, era um alcoólatra que batia na mulher. Como o próprio Mack dizia: era um bêbado perverso. 

Aos 13 anos, foi embora de casa depois de levar um a lição “inesquecível” do pai, por ter revelado para um líder da igreja todas as vezes que o pai batera na mulher, uma vez que este líder frequentava a mesma igreja que seu pai. 

De volta aos EUA, depois de passar anos fora do país, faz as pazes com a mãe e com as irmãs e se muda para o Oregon, onde conhece Nannete A. Samuelson, com quem se casou e teve cinco filhos – Jon, Tyler, Josh, Katherine (Kate) e Melissa ou Missy ,como gostavam de chamá-la. 

Diferente de Nan, que possui um relacionamento bom e profundo com Deus, Mackenzie aparentava ter uma relação de amor e ódio com o Criador, que ele imaginava como um ser mal-humorado, distante e altivo. Seu relacionamento com o Todo Poderoso ficou muito profundo, fato que custou muito caro para ele.

Durante um acampamento, no fim de semana, que Mack foi com as crianças, o último antes de mais um ano de escola, a canoa onde se encontravam dois de seus filhos – Kate e Josh – virou e ele, no impulso de salvá-las, acabou deixando a pequena Missy ocupada, sozinha, colorindo um livro. Ao salvar seus filhos, ele lembrou-se que havia deixado a menina e voltou para o acampamento, só não contava que a garotinha não estaria mais lá. Depois de várias buscas, evidências de que a menina foi brutalmente assassinada são encontradas numa velha cabana. Passados quatro anos, Mackenzie continuava vivendo com uma “Grande Tristeza” desencadeada pela tragédia. 

Em um dia coberto por leve, Mack foi até a caixa de correio, onde havia um bilhete de forma retangular, aparentemente escrito por Deus, convidando-o a voltar à cabana onde a “Grande Tristeza” começou, justamente naquela cabana, o cenário de seu maior pesadelo. Apesar de desconfiado e possuído pela raiva, ele volta ao local e é nesse momento que acontece uma reviravolta na estória. 


A narrativa é contada por Willie, o melhor amigo de Mack. Em alguns pontos a estória é repetitiva demais e, em outros, um pouco confusa, cheia de reflexões que,muitas das vezes, não são entendidas pelo leitor. 

Este livro é bastante polêmico e não é indicado para pessoas muito religiosas, pois Mack faz muitos questionamentos ao Todo Poderoso. 

Eu, particularmente, gosto muito deste livro, embora eu não tenha nenhuma religião – apenas acredito em Deus. E como o próprio Mack diria:
“Se você odiar esta história,desculpe, ela não foi escrita para você”.
Até o próximo post, combinado? ;)

19 comentários:

  1. Confesso que é um livro surpreendente por sua lição que passa. Mas não me atraiu completamente. E realmente é um tema muito polêmico e que muitos religiosos contrapõe. Mas, fazer o quê? assim como tudo na vida.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista. São 6 livros para escolher e 2 ganhadores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uns amam, outros odeiam este livro.

      Abraços!

      Excluir
  2. Gostei do blog, Parabéns!
    Visite meu blog, e deixe o seu comentário lá também: http://viciodelerlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Sávio!

    Adorei sua resenha! Já vi um monte de pessoas falando sobre "A Cabana" mas nunca tive interesse em lê-lo!

    Abraços

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Eu li o livro e não curti muito, acho mesmo que a história não foi escrita pra mim. Até concordo com algumas teorias dele, mas outras me pareceram confusas.
    Beijos.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, Inês, o livro possui umas reflexões que são bem complexas, dificultando o entendimento do leitor.

      Beijos!

      Excluir
  5. Nunca li, mas já tive muita vontade. Quem sabe um dia?

    http://colorful-mushrooms.blogspot.com.br/

    Beijoos ;*

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia este livro, mas fiquei curioso em ler. Uma grande crónica! O livro parece ser muito interessante :)

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderExcluir
  7. Olá, gostei muito da sua resenha. Tenho este livro mas ainda não li, é uma obra bem famosa.
    Tem sorteio de marcadores no blog: petalasdeliberdade.blogspot.com .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Marijleite. O que você está esperando para ler?! rsrsrsrs

      Excluir
  8. Oi,
    Tenho muita vontade de ler esse livro. Deve ter uma lição incrível.
    Sua resenha está ótima.
    bjs

    http://www.entrepaginasesonhos.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitas pessoas não gostam deste livro, Joyce, mas ele me tocou de uma forma bem especial.

      Beijos!

      Excluir
  9. Oi, Sávio! Li este livro, mas demorei um mês para concluir a leitura rs. Foi uma leitura difícil, mas com uma lição muito boa.

    Beijos
    www.amorliterario.com

    ResponderExcluir
  10. Achei o livro simplesmente fantástico independente dá minha religião fui profundamente tocada por tudo ,eu super indico

    ResponderExcluir