Postagens Recentes

24 de março de 2017

Resenha | Memórias em Sangue - Renata Penka

Título: Memórias em Sangue
Autora: Renata Penka
Editora: InVerso
Páginas: 143
Ano: 2015
*Livro cedido em parceria com a editora
Sinopse: Joias, poder, luxo e uma vida invejável. Isso representava a carreira de Pérola Damiza.
Mas quando tudo parecia perfeito, um acidente muda a sua rotina.
Uma transfusão de sangue de alguém menos desejado traz a Pérola memórias de uma vida perigosa e muito suspeita. Seu doador possuía um passado criminoso?
Para piorar, ele era noivo da irmã de Pérola.
Até onde ela iria para descobrir a verdade? Até onde você iria para salvar a vida de alguém que você ama?
Descubra esse mistério!

Pérola Damiza é uma designer de joias que está prestes a concretizar seu grande sonho: ser reconhecida nacionalmente. A designer mora com a sua irmã Fernanda e Maresia, o cachorro da família. Trabalha na Luxo, a maior empresa do ramo de joias no Brasil, e vai lançar, em uma cerimônia, a Coleção Memórias, sua mais nova criação. 

A cerimônia de lançamento é considerada um sucesso pela crítica, e Pérola não poderia estar mais feliz com isso. Se no campo profissional estava tudo indo de vento em popa, no campo amoroso não poderia ser diferente: John Peterson, campeão mundial de surfe e grande amor do passado de Pérola, desembarcara no Brasil para aproveitar as férias e quer rever a moça. Aparentemente, parecia que o universo conspirava a favor da designer. Apenas parecia.


Nos últimos dias, havia algo que incomodava Pérola profundamente: o namoro de sua irmã Fernanda com Lucian Miller, empresário da marca de roupas Eclipse e principal desafeto da moça. Os dois já trabalharam juntos algumas vezes, mas nunca se deram bem. Agora que o rapaz está entrando para a família de Pérola, os dois forçavam uma relação mais amigável. 

Certo dia, a moça vai a um jantar onde seu atual namorado, John Peterson, e seu ex-noivo acabam discutindo. Em seguida, Pérola se desentende com Peterson e acaba ficando sozinha no restaurante. Chateada com toda a situação que havia acontecido, ela começa a beber descontroladamente. Ao sair completamente bêbeda do local, a designer pega seu carro e sai dirigindo em meio a uma grande tempestade.O resultado desta imprudência não poderia ser diferente: a garota sofre um grave acidente e é levada para o hospital bastante machucada, necessitando de uma rápida transfusão de sangue. Entre as pessoas presentes, por ironia do destino, somente o sangue de Lucian era compatível com o dela. 


Pérola reage bem à transfusão de sangue e aos poucos vai se recuperando. Em sua casa, começa a sentir estranhas sensações após receber o sangue de Lucian. A moça começa a ter acesso à memória do rapaz e a todas as suas lembranças, vendo tudo através de seus sonhos. A partir deste momento, Pérola começa uma busca pelo passado de Lucian antes que a relação dele com sua irmã fique cada vez mais séria.

Memórias em Sangue foi meu primeiro contato com a autora e, antes de iniciar a leitura, já estava bem ansioso para conhecer a história. O livro possui uma narrativa bem leve, curta e uma estrutura bastante simples. Dessa forma, é possível ler a obra em poucas horas. A escolha inteligente do título, a temática de joias, que foi tratada de forma superficial, e o enredo promissor foram pontos que me agradaram bastante, por isso o livro tinha tudo para ser fantástico, mas infelizmente não foi. 

A primeira vez que li a sinopse da obra, pensei que havia encontrado um livro que iria entrar para a minha lista de favoritos. Apesar de ter gostado da leitura e do livro apresentar um enredo bem interessante, acho que a história deixou um pouco a desejar. A autora tinha nas mãos um enredo tão bacana, com uma pano de fundo instigante, mas não conseguiu desenvolver o mesmo como deveria. Um enredo que, a meu ver, precisava de mais que sete capítulos, mais complexidade e uma dose de suspense. O livro é tão curto que, quando chega ao clímax, as coisas vão acontecendo de forma rápida, como se a autora quisesse terminar o quanto antes. No fim, acabei achando que o desfecho foi um pouco bobo, mas condizente com tudo que havia acontecido durante toda a narrativa. Além disso, a repetição de palavras, até mesmo dos nomes das personagens, foi algo que também me incomodou.


A narração é feita em primeira pessoa, ora pela protagonista, ora pela sua irmã Fernanda. A edição é simples, mas com as folhas amareladas. A fonte possui um tamanho excelente facilitando bastante a leitura, deixando-a mais fluida. 

Memórias em Sangue é um bom livro, mas também não chega a surpreender o leitor. Acho uma leitura válida, mas que precisa ser feita sem muitas expectativas. Também é um livro recheado de momentos engraçados, principalmente quando o Maresia, o cachorro da família, entra em cena. Quem é apaixonado por animais vai se encantar com toda certeza. 

Até o próximo post, combinado?

11 comentários:

  1. Olá, Sávio! Tudo bem?
    Não conhecia a obra, mas achei bacana. Ficou explícito que você gostou da trama, mas que de certo modo não foi tudo o que esperava. Entretanto, não deixou de ser uma boa obra. Enfim, fiquei curioso, pois já faz um bom tempo que não leio algo nacional atual e essa parece no mínimo uma boa pedida.

    Até mais! http://realidadecaotica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Sávio,
    Acho que vou deixar essa dica passar, não me animei muito a ler, sabe?
    Queria algo mais UAU!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Sávio! Eu não li ainda o livro, mas adorei a resenha, é bom saber quando a gente tem que alinhar as expectativas! Adorei as fotos!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oi
    achei a premissa dele bem interessante, chamou minha atenção apesar dos pontos negativos que citou eu fiquei curiosa para cnferir.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oii Sávio!
    A história parece mesmo bem legal, é uma pena que a autora tenha deixado a desejar mesmo :(

    Beijos,
    Natália.
    www.doprefacioaoepilogo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi, Sávio!
    Realmente a premissa do livro é super interessante, mas só sete capítulos? Não rola muito desenvolvimento mesmo.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Três Anos de Historiar

    ResponderExcluir
  7. Oi Sávio, tudo bem?
    Não conhecia o livro e nem a autora, é sempre bom expandir nossos horizontes né. Infelizmente não é algo que faça muito o meu perfil, mas curti a resenha principalmente por não maquiar os defeitos do livro. Ah, adorei as fotos! <3

    Att.,
    Eduarda Henker
    Queria Estar Lendo

    ResponderExcluir
  8. Olá, Sávio.
    A primeira coisa que notei foi o título interessante e depois o tamanho do livro hehe. E o enredo é muito promissor mesmo, fiquei bastante interessada em saber o que ela descobriu sobre o rapaz. É uma pena que a história não foi bem desenvolvida. Não sei se lerei.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Oi, Sávio. Eu gostei bastante da premissa, mas fiquei chateada com os pontos que citou. É triste quando a premissa tem tudo o que te instiga a ler, mas o autor não consegue desenvolver bem a história. Acho que muitos livros de distopia tem isso, mesmo assim, adoraria dar uma conferida na obra.
    Beijo! Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  10. Olá Sávio :)
    Eu ainda não conhecia esse livro, pensei que seria uma ótima leitura mas confesso que desanimei um pouco com o final da sua resenha.
    Acho muito ruim quando criamos expectativas e no final não era nada daquilo do que pensávamos :(
    Apesar de tudo fiquei curiosa pra saber o que acontece.
    Vou anotar o nome aqui e quem sabe eu leia também :)
    ótima terça
    bjo

    Tati C.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Sávio!
    Não conhecia o livro e nem a autora, mas acho que vou passar longe deste título. Posso estar sendo precipitado, mas as críticas que você fez me soaram coerentes e penso que, caso eu venha a ler, irei sentir o mesmo. Não gosto de livros que possuem um desfecho apressado, sem se preocupar com detalhes pertinentes.
    Por ora, passo a leitura.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir