Postagens Recentes

3 de maio de 2014

As rosas mostram os espinhos


Ao longo dos anos, a mulher escreve uma trajetória de lutas e conquistas. Cada vez mais expõe na sociedade seus valores e direitos. A Lei Maria da Penha, há sete anos criada, fez parte de mais uma conquista de direito e surge como uma forma de prevenir e proteger as vitimas da violência tanto doméstica quanto familiar, assim como, também, penalizar o agressor que comete tal crime.

Após o surgimento desta lei, a violência contra a mulher ainda é corrente nos dias atuais. Fatores como uso de bebidas alcoólicas, uso de drogas e patologias emocionais como o excesso de ciúmes, podem ser apontados como principais elementos de desencadeação deste crime, além do contraste entre a supervalorização masculina sobre a feminina, incutida desde a infância pela nossa cultura machista.

Consequente ao surgimento da lei, o número de denúncias aos agressores aumentou significativamente, onde a mulher deixa o silêncio de lado e vai em busca dos seus direitos. As denúncias mais frequentes partiam de mulheres das classes com menos status social. Elas tinham mais coragem porque não tinham a preocupação com aparências na sociedade e com a repercussão. A lei teve uma boa aceitação da sociedade,o que só permite sua permanência e praticabilidade.

Ainda existem mulheres que não denunciam a violência doméstica por medo de haver uma exposição publicamente ou, até mesmo, medo da própria reação do agressor. Em caso algum a mulher gosta de ser agredida. O problema é que algumas mulheres ficam fragilizadas, com baixa autoestima e não conseguem reagir devido as ameaças. Porém, a lei aos poucos está mudando esse número, dando mais formas de proteção e suporte.

A violência contra a mulher ainda não é um tabu completamente quebrado. Porém, a Lei Maria da Penha desencadeia resultados satisfatórios para a sociedade em geral. Sabemos que a mulher de hoje está mais confiante e luta pelos seus ideais, pois a lei demonstra respeito a cidadania e propõe a valorização feminina diante e uma sociedade culturalmente machista.

Escrito por Gustavo Oliveira

3 comentários:

  1. Achei bem interessante, a Lei Maria da Penha foi um grande marco, pois as mulheres criaram coragem para dar um basta à violência vivida, mas ainda há um longo caminho a trilhar!

    BEijinhos
    www.serleitora.com.br

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir